Ir para o conteúdo

Previsão para hoje - Quarta, 25 de maio de 2022
15°
25°
Quarta, 25 de maio de 2022
Prefeitura de Piedade / SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Youtube
Rede Social Instagran
Rede Social Rádio Popular
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JAN
10
10 JAN 2022
VIGILÂNCIA SANITÁRIA
Governo do Estado realiza vistoria em propriedades rurais após confirmação de casos positivos de raiva
enviar para um amigo
receba notícias
O Escritório de Defesa Agropecuária (EDA), do Governo do Estado, realiza visita técnica em bairros da área rural do município, localizados na divisa entre Piedade e Tapiraí, a partir desta segunda-feira (10). A região confirmou duas mortes de bovinos causadas por raiva. A Prefeitura de Piedade, por meio da Vigilância Sanitária, alertou o Estado sobre a situação.

De acordo com denúncia recebida pela Vigilância, ocorreram, aproximadamente 40 mortes por motivos desconhecidos em Piedade. “Só é possível confirmar a causa quando há a análise do cérebro do animal. A maioria dos casos relatados foram enterrados ou queimados antes da coleta dos cérebros”, destaca representante do setor.

No mês de dezembro, a equipe do EDA realizou vistorias pelo município. Em uma das propriedades visitadas, foi identificada uma infestação de morcegos, onde mais de 70 animais foram capturados.

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente orienta os proprietários de rebanhos bovinos, equinos, bubalinos, caprinos ou ovinos a procurarem um veterinário, caso os animais apresentem sintomas. “Neste tipo de situação, o contato com o veterinário precisa ser imediato para que seja feita a análise apropriada do caso”, complementa a Administração Municipal.

Sobre a doença
No estado de São Paulo, o principal transmissor da raiva aos herbívoros é o morcego hematófago da espécie Desmodus rotundus. O herbívoro doente não oferece risco de transmissão a outros animais.

Os sintomas iniciais são isolamento do animal, hipersalivação, tremores musculares, paralisia dos membros posteriores e os animais caem. A morte ocorre entre três e cinco dias do início dos sintomas. O ser humano pode ser infectado se entrar em contato com a secreção dos animais, por isso se recomenda isolamento dos mesmos.

Vacinação
Segundo o Governo do Estado, a vacinação contra raiva em bovinos, equinos, entre outros, deixou de ser obrigatória devido à redução drástica no número de casos registrados. O anúncio foi realizado em 30 de outubro de 2008, pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

A Campanha de Vacinação contra Raiva é promovida pelo Estado. Neste ano ainda não há previsão para realização desta Campanha.

Apesar do fim da obrigatoriedade, a Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA) recomenda a imunização, quando houver casos de agressões por morcegos hematófagos. De acordo com os laudos da Vigilância Sanitária do município, pelo menos dois animais mortos nos últimos dias tinham marcas de mordidas de morcego. “Nesta situação, os donos de rebanhos da região devem atualizar a vacina de forma urgente. A aquisição dos imunizantes pode ser feita em lojas agropecuárias”, aponta a Prefeitura de Piedade.
Seta
Versão do Sistema: 3.2.2 - 02/05/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia