Ir para o conteúdo

Prefeitura de Piedade / SP e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Previsão para hoje - Terça, 18 de junho de 2024
11°
26°
Terça, 18 de junho de 2024
Prefeitura de Piedade / SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagran
Rede Social TikTok
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JUL
29
29 JUL 2013
Prefeitura busca aporte financeiro para construir mais casas
enviar para um amigo
receba notícias

Em reunião, secretário de Habitação Silvio Torres anuncia parceria com a Prefeitura por meio do Programa Casa Paulista


O secretário estadual da Habitação, Silvio Torres, na última quarta-feira, 24/ deu a notícia de que o Governo do Estado vai ajudar a cidade de Piedade na produção de 400 moradias para atender as famílias de baixa renda, com aporte da Casa Paulista.

De acordo com o secretário, se o empreendimento for aprovado pelo Programa “Minha Casa, Minha Vida”, o Governo do Estado vai ajudar o município a viabilizar a construção das unidades com a contribuição da Casa Paulista, que pode chegar até R$ 10 mil por unidade. Segundo Torres, o valor do aporte estadual é definido pela agência financiadora do empreendimento.

As moradias serão viabilizadas por meio da Agência Casa Paulista, do Governo do Estado e do Programa Minha Casa, Minha Vida, do Governo Federal. Se aprovadas, elas serão destinadas a famílias com renda mensal de até R$ 1,6 mil, priorizando atendimento as famílias de baixa renda. Serão dois empreendimentos: um com 160 unidades habitacionais e outro com 240 moradias.

Além do aporte da Casa Paulista, o secretário reafirmou o compromisso das 150 unidades habitacionais previstas no cronograma de obras da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU). “Se o terreno, que está em processo de análise, for aprovado, vamos construir as unidades habitacionais por meio da CDHU para atender famílias de baixa renda” afirmou.

Agência Casa Paulista

O programa faz parte do termo de cooperação assinado entre os Governos Estadual e Federal, em janeiro do ano passado, para a contratação de 100 mil moradias populares no Estado de São Paulo.

Os recursos do Governo do Estado são aplicados na oferta de até R$ 20 mil por unidade, a fundo perdido, a título de complementação do financiamento das moradias erguidas em São Paulo em parceria com a União.

As novas unidades deverão respeitar e incorporar as melhorias estabelecidas como parâmetro de qualidade da Secretaria de Estado da Habitação. A área mínima será de 43 m²; pé direito mais alto (2,60 metros) para melhorar a ventilação e iluminação naturais; acessibilidade para movimentação de cadeirantes na cozinha e banheiro; laje e esquadrias de alumínio e itens de sustentabilidade, como lâmpadas fluorescentes, descarga seletiva nos banheiros e sensores de presença nas áreas externas.

Agência Casa Paulista foi criada em setembro de 2011 pelo governo Alckmin para fomentar a habitação de interesse popular e acelerar o atendimento à demanda habitacional em território paulista. Ela estabelece parcerias, capta recursos junto a governos, agentes financeiros e iniciativa privada e destina subsídios e microcréditos para viabilizar ou aperfeiçoar moradias para famílias de baixa renda, especialmente entre um a cinco salários mínimos. Disse que, com o apoio da agência, a Secretaria de Estado da Habitação pretende disponibilizar 200 mil unidades habitacionais até 2015.

 

Seta
Versão do Sistema: 3.4.1 - 29/04/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia